X




X
Transitários de Portugal escolhem direção a 21 de março

15 Mar
Associados faturam cerca de 1.700 milhões de euros por ano
Transitários de Portugal escolhem direção a 21 de março
 
Os associados da APAT – Associação dos Transitários de Portugal vão escolher os Órgãos Sociais para o triénio 2018/2010 a 21 de março no Hotel Tryp Porto Expo, em Leça da Palmeira, a partir das 15h30. A APAT tem mais de 250 associados que empregam mais de 5 mil pessoas e faturam 1.700 milhões de euros por ano.
A lista única é encabeçada por Paulo Paiva, atual presidente, que tem vindo a trazer à discussão temas do interesse dos seus associados como os desafios para o setor, a digitalização crescente do mundo aplicada aos transitários e apontando situações passíveis de melhoria. 
Para os associados que não possam comparecer, os Estatutos preveem a possibilidade de voto por correspondência, que pode ser enviado por correio registado ou entregue por um associado portador, devidamente identificado e credenciado para o efeito pelo associado votante
 
Sobre a APAT
A Associação dos Transitários de Portugal, mais conhecida por APAT, é a organização nacional que possui legitimidade para filiar e representar as empresas que se dedicam à atividade transitária.
A Associação resultou da transformação, em 1974, do antigo Grémio Nacional dos Agentes Transitários, o qual, por sua vez, havia surgido em 1972 como desenvolvimento organizativo da Secção correspondente, criada no âmbito da ação da Associação Comercial de Lisboa – Câmara do Comércio. A APAT representa 256 associados distribuídos pelos principais centros de produção e consumo, especialmente a grande Lisboa e o grande Porto. Os seus associados correspondem a cerca de 80% das empresas legalizadas para o exercício da atividade, as quais representaram, em 2016, perto de 90 % do volume de negócios do setor (cerca de dois mil milhões de euros) ocupando cerca de 5.500 pessoas em postos de trabalho diretos.