X




X
Infra-Estruturas & Transportes - Porto de Roterdão

11 Mar
As autoridades do Porto de Roterdão anunciaram o redirecionamento, em quatro quilómetros, da zona dos portos da Rota.
A decisão de redirecionar a Rota vai ter um forte impacto na linha de comboio uma vez que que já não poderá atravessar a Ponte Caland.
O objetivo é terminar com as sucessivas colisões ou engarrafamentos que ocorriam com regularidade entre o tráfego ferroviário e marítimo.
Segundo a imprensa internacional a construção da nova rota implicará um investimento de 275 milhões de euros. O financiamento da mesma virá do Ministério das Infraestruturas e Ambiente (mais de 100 milhões de euros), da União Europeia (62 milhões) e o restante (cerca de 100 milhões) ficará a cargo da Autoridade do Porto.
 
Fonte: Jornal da Economia do Mar 
Fonte fotográfica: Jornal da Economia do Mar